Usuário Seleto - Logar
Mudar de cidade
  • você está em

    Campinas

    Mudar Cidade

Buscar um restaurante
  • Especialidade

  • Preço


Proprietário

Assinando o Guia Restaurante Seleto, você adquire um Sistema de Publicação de Marketing, Sistema de Reservas completo e também um Sistema de Interação com os seus atuais e possíveis clientes.

Todo o portal é relacionado com a área gastronômica e de alimentação com serviços, produtos e todo o tipo de suprimentos. Aqui você encontrará o que precisa para seu estabelecimento.

Serviços do Portal Plano Seleto I Plano Seleto II
Cadastrar Novidades sim sim
Cadastrar Eventos e Comemorações sim sim
Sistema Completo de Controle de Reservas. Seu Restaurante agora tem, Reservas pela Internet não sim
Cadastrar Receitas com a assinatura de seu estabelecimento aparecendo na página principal e ficando como acervo sim sim
Cadastro de Depoimento sim sim
Alterar propaganda. Poste você mesmo suas propagandas e promoções sim sim
Upload de fotos com descrição, Fotos: Fachada, Pratos, Cardápio Ambiente, Festas sim sim
Acesso aos Gráficos de visita. Gráficos interativos de visitas e avaliações de seu estabelecimento sim sim
Interação com as avaliações de seu estabelecimento. Você recebe todas as interações direto na sua área administrativa sim sim
Destaque no resultado de busca sim sim
Inclusão de banners, com promoções e divulgação de seu estabelecimento Somente Premium Somente Premium
Planos e Condições R$ 89,90 mensais R$ 99,90 mensais
Assine já! Assine já!

Plano Premium Seleto

Full Banner dinâmico, primeira página. Restaurante seleto Primeira página e secundárias. Inclusão de banners, com promoções e divulgação de seu estabelecimento

Planos e Condições

R$ 0,00 por três meses de divulgação no fullbanner

Assine já o Plano Premium Seleto!
Área do Proprietário Seleto

Restaurantes Seletos

  • Big Jack
  • Abelha Gulosa
  • Starbucks
Seja um Restaurante Premium Seleto

    Depoimentos de Clientes

  • 8 TRUQUES PARA CONSEGUIR ABRIR POTES IMPOSSÍVEIS

    Que jogue a primeira pedra quem nunca sofreu diante de um pote de azeitonas. Você pega o vidro e vai tentar abri-lo cheio de confiança, mas a tampa não cede. Na segunda tentativa, você já machuca a mão. Na terceira, você recorre ao pano de prato. Na quarta, você pede para que o pote faça o favor de abrir. Na quinta, você já está xingando até a 14ª geração das azeitonas e daí não há paciência e punho que aguente novas tentativas.

    É nessa hora que você precisa colocar seus conhecimentos em prática. Então, para dar aquela força na cozinha e não ficar mais passando vontade de comer picles, palmito, molhos, geleias e outros alimentos envasados em potes, confira alguns truques que vão ajudar você a abri-los de maneira prática e sem sofrimento.

    1. De ponta cabeça

    Sabe aquela cena clássica em que o médico vira o bebê recém-nascido de cabeça para baixo e dá uns tapinhas para facilitar a respiração?! Pois saiba que a mesma técnica pode ser utilizada com o seu pote. Então, para abri-lo com facilidade, experimente virá-lo de ponta cabeça e, segurando a parte de vidro, bata com força com a outra mão no fundo do pote. Retorne à posição normal e verifique se a pressão causada pelo líquido foi suficiente para eliminar o vácuo e permitir a abertura da tampa.

    2. Faca, colher ou espátula

    Outra opção é tentar eliminar o vácuo do pote com a ajuda de uma faca de manteiga, uma colher ou uma espátula. Para isso, encaixe a ponta do talher entre o vidro e a tampa e force em toda a volta para fazer com que o ar entre no pote. Só tome cuidado para não fazer muita pressão, pois isso pode quebrar o vidro ou o instrumento que você estiver utilizando.

    3. Batidas

    Se você preferir, pode tentar abrir o seu pote com algumas batidas. O segredo está em acertar a beirada da tampa em uma superfície rígida em um ângulo de 45°. Você pode bater o pote contra a pia ou acertá-lo com uma colher de madeira, por exemplo. Em geral, esse truque faz com que a tampa se mova o suficiente para acabar com o vácuo sem danificá-la. No entanto, você precisa saber que, se bater com muita força, existe a possibilidade de estragar a tampa ou quebrar o pote.

    4. Um pouco de calor

    Mais uma alternativa é recorrer a um pouco de calor para abrir o pote. Você pode despejar um pouco de água quente sobre a tampa ou mergulhar a tampa na água por alguns instantes. Quando for tentar abrir, é importante utilizar um pano para aumentar o atrito com a tampa e também para evitar que o calor queime suas mãos. Esse truque é utilizado para fazer com que a tampa de metal ceda com o aumento da temperatura e, assim, elimine o vácuo. Você pode fazer a mesma experiência utilizando um secador de cabelo ou um isqueiro para aquecer a tampa, mas tenha cuidado ao lidar com esses objetos.

    5. Panos e luvas

    Um dos truques mais básicos que costuma funcionar com potes quase impossíveis de abrir é utilizar objetos para aumentar o atrito e a tração. Além do pano de prato, você pode variar o utensílio para ver o que funciona melhor com o seu pote. Experimente usar esponjas úmidas, luvas de borracha, pegadores de silicone etc. Depois de escolher seu utensílio, o segredo é girar firmemente e manter a pressão na tampa para abrir o pote com mais facilidade.

    6. Furinhos

    Se você não pretende reutilizar o pote e pode inutilizar a tampa, é possível abrir o vidro com furos. Com o auxílio de um prego, uma faca ou um abridor de latas, faça pequenos furos em toda a tampa para eliminar o vácuo. Não é necessário fazer muito buraquinhos e logo você perceberá que a tampa poderá ser girada sem esforço.

    7. Silver tape

    Sabe aquelas fitas adesivas largas e tradicionalmente prateadas que são utilizadas para fazer remendos?! Então, elas podem ser um ótimo recurso para abrir potes de vidro. Corte um pedaço de cerca de 30 centímetros e cole em volta da tampa, abaixando as sobras sobre a tampa para criar uma área de contato maior. Dobre a parte restante sobre a própria fita para reforçá-la e evitar que a cola entre em contato com a sua mão. Use esse pedaço que sobrou para dar um puxão. O contato entre a fita e a tampa deve ser suficiente para abri-la se você estiver puxando na direção correta.

    8. Uma mãozinha

    Por que sofrer quando você tem alguém por perto para ajudar?! Então, em vez de parecer um estranho que fura tampas e fica batendo em potes, peça uma mãozinha para quem estiver por perto. Você pode recorrer ao bom e velho método de forçar a tampa com confiança ou dividir com seu companheiro de cozinha um dos truques que você acabou de aprender com esse artigo. Lembre-se de que sempre é possível usar aquela desculpa de que “eu fiz a maior parte da força, você só terminou de abrir” e ficar com o mérito da façanha. Só não se esqueça de oferecer algumas azeitonas como forma de agradecimento.

  • bolinha brancas na garganta você sabe oque é?

    Sabe aquelas bolinhas esbranquiçadas que de vez em quando aparecem na garganta? Não estamos falando de placas de pus que podem surgir durante infecções mais sérias, como seria o caso de uma amigdalite, por exemplo, mas daquelas bolotinhas pastosas e fedidas que se formam nas amígdalas e que geralmente são expelidas quando tossimos ou espirramos. Sabe quais?

    Então! Essas bolinhas, caso você não saiba, também são conhecidas como cáseos amigdalianos, tonsilólitos ou caseum, e não são nada com o que você deva se preocupar. De acordo com Alina Bradford, do site Live Science, basicamente, as bolotinhas consistem em acúmulos benignos de restos de tecidos, alimentos e bactérias nas reentrâncias que existem nas amígdalas.

    Por que elas aparecem?
    Conforme explicamos em uma matéria anterior aqui do Mega Curioso, as amígdalas são aglomerados de tecido linfático que entram em ação quando inalamos ou engolimos agentes que podem causar doenças, ativando o sistema imunológico. Além disso, essas estruturas funcionam como uma espécie de barreira de proteção que evita que partículas, fragmentos de comida e outros objetos viagem pelo sistema respiratório e cheguem aos pulmões.

    Segundo Alina, com o passar do tempo, esses fragmentos todos, juntamente com células mortas e bactérias, vão se acumulando nas cavidades presentes nas amígdalas. Então, o nosso organismo envia glóbulos brancos para atacar esses corpos estranhos, e quando essas células imunológicas terminar o “serviço”, o que fica para trás são partículas mais consistentes.

    Na maioria das vezes, nós simplesmente engolimos esses “restos de batalha” — eca! — sem nem perceber. Mas, se os fragmentos ficarem alojados nas reentrâncias das amígdalas (ou grutas), eles podem ir aumentando de tamanho até virarem as tais bolinhas fedidas.

    Inquilinas indesejáveis
    De acordo com Alina, os cáseos são mais comuns em crianças e adolescentes, mas podem afetar pessoas de todas as idades. Sua presença nas amígdalas pode causar um pouco de irritação e vermelhidão, e outro sintoma bastante comum é o mau hálito — resultado da ação das bactérias que se proliferam nas bolotinhas.

    Infelizmente não há muita coisa que possamos fazer para impedir que os cáseos se formem, mas uma forma de ajudar a evitar que eles apareçam é manter uma boa higiene bucal — isto é, escovando os dentes após as refeições, passando fio dental diariamente e não se esquecendo de dar aquele trato na língua também para evitar a proliferação de bactérias!

    Conforme mencionamos no início da matéria, os cáseos geralmente são expelidos quando tossimos ou espirramos. Entretanto, é possível removê-los com a ajuda de um cotonete, bastãozinho e, se você não morrer de náuseas, com a ajuda de uma escova de dente com cerdas bem macias. Os gargarejos com enxaguantes bucais ou uma solução de água oxigenada diluída em água também pode ajudar a desalojar as bolinhas e, em casos muito — muito — extremos, um especialista pode sugerir a remoção das amígdalas.


Guia Restaurante Seleto

Tecnologia e Criação Princi Agência Web

Todas as informações exibidas no Guia Restaurante Seleto são manifestadas pelos seus usuários.

O portal não compartilha necessariamente as mesmas opiniões e se exclui da responsabilidade pelos danos delas decorrentes.